DENOMINAÇÃO DE RUAS

por jan — publicado 30/05/2018 17h26, última modificação 30/08/2018 17h12
Câmara aprova projetos de leis que beneficiam moradores do residencial Clarita e Jardim das Acácias
 DENOMINAÇÃO DE RUAS

Vereador, Pastor Walter, autor dos projetos de leis de denominação das ruas do Clarita e Jardim das Acácias

JANAÚBA - A Câmara Municipal de Janaúba aprovou em segundo turno, durante reunião na segunda-feira, 28 de maio, dois Projetos de Leis, números 026/2018 e 027/2018, que contemplam dois dos mais importantes residenciais deste município, o Clarita e Jardim das Acácias que juntos possuem .

Os projetos asseguram denominações das ruas dos residenciais, permitindo assim, o acesso dos moradores ao serviço postal dos Correios. Com isso, eles vão poder receber correspondências, além de produtos adquiridos através do comércio na internet, o chamado e-commerce.

De acordo com o vereador, Walter Percídio de Jesus (Pastor Walter), 1° Secretário da Mesa Diretora da Câmara Municipal, a votação das referidas proposições, que dá nome às ruas dos residenciais, é uma antiga reivindicação dos moradores, que passam a contar com mais dignidade, já que, têm o direito de receber em suas casas o serviço postal dos Correios. “Não faz sentido, até hoje, a população do Clarita e Jardim das Acácias, não serem atendidas, a contento”, declarou.

Os dois projetos do Pastor Walter foram aprovados por unanimidade entre os colegas vereadores dada à importância deles às duas comunidades.

Relação das ruas do residencial Jardim das Acácias e suas denominações, conforme a redação final do Projeto de Lei n° 026/2018:

I - Rua “9” de Rua Aroeira, que tem seu início na Rua Itaúna e término na Rua “10”;

II - Rua “13” de Rua Buriti, que tem seu início na Rua Itaúna e término na Rua “10”;

III - Rua “15” de Rua Cedro, que tem seu início na Rua Itaúna e término na Rua “12”;

IV - Rua “16” de Rua Damasco, que tem seu início na Rua Itaúna e término na Rua “12”;

V - Rua “17” de Rua Embaúba, que tem seu início na Rua Itaúna e término na Rua “13”;

VI - Rua “18” de Rua Figueira, que tem seu início na Rua Itaúna e término na Rua “17”;

VII - Rua “12” de Rua Goiabeira, que tem seu início na Rua “9” e término na Rua “17”;

VIII - Rua “14” de Rua Hibisco, que tem seu início na Rua “6” e término na Rua “17”;

IX - Rua “11” de Rua Karité, que tem seu início na Rua “9” e término na Rua “.13”;

X - Rua “10” de Rua Jatobá, que tem seu início na Rua “9” e término na Rua “13”;

XI - Rua “6”, sequência da Rua Jovita Maria de Jesus, do Bairro Dona Lindu, nomeada pela Lei 1985/2012, que finaliza no cruzamento da Rua “17”.

Relação das ruas do residencial Clarita e suas denominações, de acordo com a redação final do Projeto de Lei n° 027/2018:

I - Rua “A” de Rua Alfazema, que tem seu início na Rua Todos os Santos e término na Rua “K”;

II - Rua “B” de Rua Bromélia, que tem seu início na Rua Todos os Santos e término na Rua “K”;

III - Rua “C” de Rua Crisântemo, que tem seu início na Rua Todos os Santos e término na Rua “K”;

IV - Rua “D” de Rua Dália, que tem seu início na Rua Todos os Santos e término na Rua “K”;

V - Rua “E” de Rua Estrela D’Alva, que tem seu início na Rua São Judas Tadeu e término na Rua “K”;

VI - Rua “F” de Rua Flor de Lis, que tem seu início na Rua São Judas Tadeu e término na Rua “J”;

VII - Rua “G” de Rua Girassol, que tem seu início na Rua São Domingos e término na Rua “I”;

VIII - Rua “H” de Rua Hortência, que tem seu início na Avenida José Militão dos Santos e término na Rua “F”;

IX - Rua “I” de Rua Ipê Rosa, que tem seu início na Rua “J” e término na Rua São Domingos;

X - Rua “J” de Rua Jasmin, que tem seu início na Avenida José Militão dos Santos e término na Rua “I”;

XI - Rua “K” de Rua Lírio, que tem seu início na Avenida José Militão dos Santos e término na Rua “E”.

Árvores e flores

Segundo o Pastor Walter, os projetos de leis votados na Câmara, além pôr fim a uma demanda de anos dos moradores dos residenciais beneficiados, também homenageia a natureza, já que, as ruas são denominadas por diferentes espécies de árvores, como, Embaúba, Cedro, Buriti, Aroeira, e flores, a exemplo, do Lírio, Jasmim, Bromélia, Hortência, entre outras.

Para que entrem em vigor, as respectivas leis precisam ser publicadas pelo Município, o que deve ocorrer no prazo de 15 dias, de acordo com informação da Prefeitura.