COMISSÃO DE SAÚDE IRÁ AVERIGUAR SITUAÇÃO DO SISTEMA DE SAÚDE E HOSPITALAR DE JANAÚBA

por jan — publicado 20/02/2015 16h17, última modificação 30/08/2018 17h12
Casos de óbitos de mãe e bebês durante o parto têm sido preocupante

Foto Oliveira Júnior

Vereador Adauri Soares Cordeiro, presidente da Comissão de Saúde.

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – No mês de janeiro deste ano um bebê veio a óbito em decorrência da morosidade para a realização do parto. E nesta semana, mais precisamente na terça-feira, dia 17 de fevereiro, uma mulher grávida faleceu pouco tempo depois de perder o bebê durante atendimento médico hospitalar. A mulher chegou à maternidade da Fundajan na manhã de terça-feira e, segundo o seu esposo, esperou por horas para ser atendida.

         Esse fato do falecimento da mãe e do bebê foi relatado pelo vereador Adauri Soares Cordeiro na reunião ordinária da Câmara Municipal de Janaúba, ontem, quinta-feira, dia 19 de fevereiro. Presidente da Comissão de Saúde da Câmara, o vereador Adauri Cordeiro disse que juntamente com os outros vereadores da comissão, fará uma averiguação desse caso e também da precariedade do sistema de saúde e hospitalar deste município.

         Para o vereador Carlos Isaildon Mendes é necessário que seja tomada medida com veemência por parte da Câmara Municipal em referência às dificuldades financeiras dos hospitais deste município. Ele explica que o problema do hospital da Fundajan é sério, mas que a Fundajan tem recursos para receber do governo do Estado e que se encontra atrasado desde junho passado e, diante disso, a situação só se agrava.

Na concepção do vereador Carlos Isaildon realmente que tem se apurar os fatos dos óbitos. Ele lembrou que na legislatura passada, na condição de presidente da Fundajan, esteve na Câmara em reunião presidida pelo vereador Leobino de Bem e relatou sobre a situação da Fundajan e entende que a Câmara tenha sido omissa com relação a isso.

O vereador Carlos Isaildon entende que é preciso que sejam tomadas medidas para, pelo menos, minimizar a situação gravíssima na área de saúde. A cisão dos dois hospitais para ele foi um ato desastroso, pois a Fundajan aportou de toda a dívida. Isaildon disse que durante a sua gestão de presidente da Fundajan foi feita uma auditoria e encaminhada ao Ministério Público. O vereador Carlos Isaildon também relatou sobre as dificuldades e possíveis irregularidades no Hospital Regional. O vereador Adauri Cordeiro mencionou que irá solicitar a prestação de contas do Hospital Regional referente aos dois últimos anos.

         Os vereadores Paulo Roberto (Pauleca) de Oliveira, Armando Peninha Batista, Gilberto Dias Neves, José Tarcísio Mendes (presidente em exercício da reunião) e João Pereira da Silva, o João da Ambulância, também manifestaram sobre o agravamento da crise no sistema de saúde neste município e, diante disso, eles sugeriram que o fato seja analisado e debatido de maneira ampla com a sociedade, a Justiça, Ministério Público e com os órgãos e entidades do sistema de saúde hospitalar, além de buscar apoio governamental, dos deputados, senadores e das lideranças. (Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Janaúba)