Câmara Municipal e sociedade debatem a (PEC) 287, da Reforma da Previdência, nesta terça-feira, dia 4.

por jan — publicado 03/04/2017 13h06, última modificação 30/08/2018 17h12
JANAÚBA - Após se posicionarem contrários à (PEC) - 287, da Reforma da Previdência, os 15 vereadores que compõem a Câmara Municipal de Janaúba, se juntam a diversos segmentos locais da sociedade civil organizada, como, sindicatos, associações, Confederação Nacional da Agricultura Familiar do Brasil (CONAF), OAB - Ordem dos Advogados do Brasil - subseção Janaúba, especialistas no assunto, Igrejas, servidores públicos e trabalhadores em geral, na realização de um Fórum de Debate, que acontece na terça-feira (04) de abril, as 18 horas, na Câmara Municipal, que tem como tema central a (PEC) - 287, da Reforma da Previdência.
A iniciativa para debater o referido tema partiu da Presidência da casa legislativa gorutubana, com o apoio de todos os vereadores.
O objetivo desse debate, segundo o presidente do Legislativo Municipal, vereador, Adauri Soares Cordeiro, é ouvir a sociedade em relação à PEC-287 - Proposta de Emenda à Constituição Federal de 88, que altera as regras sobre a concessão de benefícios aos trabalhadores, a exemplo da aposentadoria.
De acordo com o vereador Adauri, após as discussões durante o fórum, a proposta é produzir com os envolvidos no evento um documento contendo assinaturas da população.
Em outro momento, ele informa que o documento com a essência das manifestações da sociedade civil, deverá ser levado por ele até a Câmara dos Deputados, durante a “Marcha dos Vereadores”, que acontece dia 25, em Brasília.
O vereador Adauri, aproveita para convidar toda a população janaubense e os segmentos organizados, a participarem do fórum para que, juntos possam debater e emitir opiniões balizadas sobre a Reforma da Previdência, que é proposta pelo Governo federal.
Em Janaúba, além da Câmara Municipal de Vereadores, também se posicionaram de forma oficial, contra a PEC-287, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Janaúba (SINDIJANA) e a coordenação local do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-Ute) e outros segmentos.