CÂMARA CONVOCA SECRETÁRIO PARA FALAR SOBRE A REVITALIZAÇÃO DO MERCADO MUNICIPAL

por jan — publicado 05/03/2013 17h31, última modificação 30/08/2018 17h11
Com uma inadimplência de R$ 80 mil, mercado precisaria de R$ 500 mil para ser reformado

Fotos Oliveira Júnior/A.I CMJ

JANAÚBA – Atendendo a solicitação do vereador Armando Peninha Batista, a mesa diretora da Câmara Municipal de Janaúba convocou o secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, Dailton dos Santos, para explanar sobre a necessidade de revitalização do Centro Integrado de Abastecimento de Janaúba (Ciajan) Anerindo Miranda onde funciona o mercado municipal.

         O secretário municipal de Agronegócios, José Cláudio Viana Azevedo, também foi convocado, mas não pôde comparecer. Da mesma ocorreu com o Diretor Municipal de Trânsito, Américo Soares Neto, que iria falar sobre o tráfego de veículos, principalmente nas imediações do Ciajan.

         Além do secretário de Obras, a situação real do mercado municipal foi debatida na reunião do dia 25 de fevereiro pelos vereadores com o feirante Francisco Edson Dias, que há 15 anos atua no centro. Francisco Dias narrou aos vereadores que a estrutura física do mercado apresenta goteiras no telhado, sujeira, ambientes escuros, sanitários deficitários, e ainda situação caótica no trânsito nas proximidades do mercado, segurança insuficiente. Disse que na gestão passada foi cogitada a implantação do restaurante popular no mercado municipal, porém esse projeto tomou outra direção e poderá ser instalado nas imediações do Hospital Regional.

O vereador Armando Batista comentou que o mercado não figura mais apenas como palco de feira. Ele entende que deveria ser local aplausível para a sociedade que o freqüenta. Citou que há discrepância, uma vez que não há açougue em funcionamento no mercado.

O secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, Dailton dos Santos, concorda com o feirante Francisco Edson Dias no ponto de vista de que o mercado não esteja adaptado para atender as necessidades dos feirantes e consumidores. Dailton ressalta que o mercado proporciona à municipalidade uma inadimplência de R$ 80 mil, pois não há a devida arrecadação de taxas perante o qual utiliza o espaço do mercado para a comercialização de produtos.

O secretário informou que o mercado municipal tem condição de ser auto-sustentável, porém na atualidade isso não é possível. Citou que foram empreendidas ações de melhorias no local, principalmente na questão de limpeza e hidráulica. Quanto ao trânsito nas imediações do mercado, Dailton informou que o centro de abastecimento se encontra numa área de fluxo de veículos, bem próximo de uma rodovia interestadual, do terminal rodoviário de passageiros e do centro comercial da cidade. Mas, na concepção do secretário, essa situação de congestionamento no trânsito em período de intenso movimento no mercado poderá ser equacionada. Sobre a segurança no mercado, Dailton explicou que a prefeitura mantém vigilância própria e também conta com o apoio da Polícia Militar, apesar de que a implantação de um posto policial no fundo do mercado, fato esse ocorrido no ano passado, não tem demonstrado o resultado esperado.

O secretário municipal de Obras e Serviços relatou que a intenção do Executivo municipal é transferir a feira da agricultura familiar, realizada na manhã de terça-feira e quinta-feira, na avenida Brasil, centro, e a feira de parceiros da área de Promoção Social, ocorrida na manhã de sexta-feira na rua Porteirinha, ao lado da avenida Osvaldo Cruz, no centro, para as dependência do mercado municipal como forma de manter o centro de abastecimento em ampla atividade nos dias úteis da semana.

Com relação à revitalização do Centro Integrado de Abastecimento de Janaúba (Ciajan), onde se encontra o mercado, o secretário de Obras e Serviços Urbanos informou que há uma planilha de custo entre R$ 400 mil e R$ 500 mil. Esse recurso poderá ser viabilizado através de emenda parlamentar junto a deputados estaduais e federais e até senadores. Dailton dos Santos declarou que manterá contatos com os secretários municipais de Saúde e Agronegócios para juntos desenvolverem ações de higienização no mercado.

O vereador Armando Batista declarou que em recente reunião entre os feirantes estes concordaram em pagar as taxas de uso das dependências do mercado, mas querem que haja melhores condições no local. Os vereadores manifestaram favoráveis à revitalização e conservação do centro de abastecimento e que o local mantenha as tradições culturais de Janaúba, inclusive a incrementar as opções de venda de produtos genuinamente do município e região.

O presidente da Câmara, vereador Paulo Roberto de Oliveira sugeriu que a Comissão de Serviços Públicos da Câmara Municipal averigúe, através de reunião com os feirantes e com os secretários municipais de Agronegócio e Obras e Serviços Urbanos, as reais condições e o planejamento de reforma do mercado de Janaúba instalado no atual local há 30 anos. O vereador Paulo Roberto sugeriu sensibilizar os deputados bem votados no município para alocar recursos para as melhorias no mercado municipal, citando o deputado federal Humberto Souto o qual, na legislatura passada, destinou recursos para a cobertura da área da feira livre no centro integrado de abastecimento.