Adauri quer esclarecimento da CODEMIG e SETOP, para a não classificação de Janaúba no programa “Voe Minas Gerais”.

por jan — publicado 26/06/2017 17h32, última modificação 30/08/2018 17h11
JANAÚBA - O vereador e presidente da Câmara Municipal de Janaúba, Adauri Soares Cordeiro (PMDB), apresentou requerimento de sua autoria n° 063/2017, ao vice-presidente da referida casa, Ramon Alexandre Araújo, na sessão legislativa, do último dia 5 de junho, solicitando o envio de ofícios à Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais - CODEMIG, e à Secretaria de Estado de Transporte e Obras Públicas - SETOP, para que esclareçam ao Legislativo municipal, as razões que motivaram a não classificação do município de Janaúba, para o PIRMA - Projeto de Integração Regional de Minas Gerais - Modal Aéreo.
O PIRMA é um projeto do governo do Estado que pretende unir as regiões interioranas do Estado de Minas Gerais, a qual possui mais de 600 mil quilômetros quadrados, por meio de vôos aéreos de baixo custo com destino à capital - Belo Horizonte.
A primeira fase do projeto aconteceu em 12 municípios, tendo sido classificadas que não possuem o serviço de transporte aéreo, fomentando o turismo e facilitando o transporte a Belo Horizonte.
Em sua terceira fase, o projeto também chamado “Voe Minas Gerais” contou com a disponibilização de vôos que fazem o transporte de passageiros de Montes Claros a Salinas, e Montes Claros a Jaíba.
Como justificativa, o vereador Adauri ressalta no documento enviado à CODEMIG e à SETOP, que o município de Janaúba possui maior número de habitantes do que as duas cidades contempladas com o serviço (vôos até Montes Claros), além de que, a população janaubense viaja com freqüência àquela cidade, o que demonstra que possui potencial para ser, também, contemplada com o programa Voe Minas Gerais. Por isso, ele pede a inclusão do município gorutubano no referido programa da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais.